Tortas de Azeitão

tortasNão vos consigo explicar a minha alegria. Cá em casa devem pensar que sou doida, mas não paro de repetir “sabe ao mesmo, sabe ao mesmo!!!” A receita é da Filipa Gomes, do 24Kitchen, e é realmente simples! Aqui como o forno é versão XXS até ajudou, porque cada fornada dava 3 tortas. Pessoalmente acho que a proporção do recheio é insuficiente para a quantidade de bolo (ou seremos muito gulosos, por cá?), pelo que a última fornada foi barrada com a bela da Nutella e fica para o pequeno almoço da Sara.

E sabem aquele terrível sentimento de ter que lavar pilhas de loiça após cozinharem algo profundamente bom?? Pois, feliz ou infelizmente, alguma entidade superior decidiu que se iria romper um cano de água durante a minha última fornada… Foi a primeira vez que deixei a cozinha um caos – soube bem… Amanhã vai custar… Eh eh.

Anúncios

As bolachas do Roku

Imagem

Este é o Roku! Foi raptado por nós e acabou por se tornar a mascote do nosso Erasmus! O seu “paizinho” vem visitá-lo várias vezes, e tal como nós é um guloso! Estamos a fazer um album de fotos com o Roku e temos alguma que nem vos passam pela cabeça!!!! Para o pequeno-almoço de hoje o Roku teve bolachinhas de cacau e de canela, estas últimas um hit na minha cozinha, já tiveram quase todas as “formas e feitios”, saem sempre bem e a massa fica com a consistência que eu gosto para trabalhar. Uma boa ideia é fazer um molho delas e oferecer ao “dinasaurólogo”, eheheh!!!

Imagem

Sunday morning

Existe alguém neste planeta que consiga ficar indiferente a este vídeo???? Pois, eu não! Mas há uma coisa que não entendo – porque é que a senhora coa a “molhanga”??? O que vai fazer aos frutos vermelhos? Olhe, fica aqui o meu conselho: pegue na varinha mágica e triture tudo! Fica com mais consistência, com mais sabor e aproveita-se tudinho!! Aqui está o resultado caseiro:

Imagem

Chocolate & Framboesas

Imagem

Haverá melhor combinação do que chocolate e fruta? Penso que não, ainda mais se for para acompanhar o café!!!

Bem, a receita foi adaptada uma vez mais do livro da Julie, mas com pequenas alterações, nomeadamente na apresentação! Apeteceu-me variar e fazer algo um pouco mais elaborado. A cobertura é de queijo creme (o chantilly deve ficar muito melhor, mas não tinhamos cá natas…) e variações com morangos, amoras ou um mix de frutos silvestres deve igualmente ficar óptima! A opção de manter o bolo inteiro e não o cortar em pequenas doses é mais económica e não implica pensamentos do género “e agora o que vou fazer a estas sobras de bolo esburacadas???” – Não percam, neste blog, brevemente!!!

Ora bem, aquecer o forno a 165ºC e previamente untar uma forma com manteiga e farinha. Misturar muito bem 325ml de leite, 325ml de café quente, 325ml de óleo e 380g de açúcar. Juntar muito bem 2 ovos. À parte misturar 100g cacau em pó, 270g de farinha e uma pitada de fermente. Juntar esta mistura aos líquidos. Levar ao forno cerca de 40min. Eu não deixei cozer muito, para ficar molhadinho. Decorar a gosto e servir no fim de uma deliciosa refeição, a acompanhar o café!

Imagem 

Strudel de Maçã com Massa Folhada

Basta abrir qualquer livro de receitas ou site que vemos sempre alguns alimentos intrinsecamente ligados ao Outono. Cores acastanhadas, alaranjadas, cheiro a canela, frutos secos, hmmmmm, uma delícia! Este fim de semana decidi experimentar uma receita muito simples e adaptá-la aos gostos cá de casa (geralmente as passas são vistas como algo pouco saboroso, não percebo porquê, eu cá gosto muito e não as dispenso!).

IMG-20131117-00585

Ingredientes:

1 embalagem de massa folhada (de preferência rectangular)

1 maçã

Nozes, canela, açúcar, mel q.b.

1 gema

Preparação: Pré-aquecer o forno a cerca de 170ºC. Começar por descascar a maçã e cortá-la em fatias finas e pequenas; misturar com açúcar em canela (para não oxidar e para ficar com um belo sabor enquanto se prepara o resto da receita). Abrir a massa folhada (se for redonda cortar duas pontas paralelas, de forma a ficar rectangular) e passar uma duas vezes com o rolo, para ficar um pouco mais fina. Mentalmente dividir a massa em três rectângulos; nos dois exteriores, fazer golpes paralelos com uma faca, por forma a entrelaçar o doce após recheado. No rectângulo central deitar um fio de mel e por cima colocar as fatias de maçã (escorrer o molho que se gera com o açúcar e a canela; se gostarem de passas não tenham medo de misturar umas quantas!); deitar as nozes grosseiramente picadas mas reservar algumas para decoração. Se se gostar, polvilhar com um pouco mais de canela em pó; para os gulosos, podem deitar mais um fio de mel por cima, mas não muito porque tem tendência a escorrer durante a cozedura.  Entrelaçar o recheio, tapando este com as tiras de massa laterais, alternando esquerdas e direitas. O objectivo não é tapar completamente o recheio, mas sim ficarem umas “janelas” por onde podemos ver a maçã (como na imagem). Pincelar com a gema de ovo e polvilhar com mais algumas nozes. Levar a cozer durante cerca de 25min, até ficar dourado.

IMG-20131117-00583

As fotografias não têm boa qualidade, tiveram que ser tiradas com o telemóvel antes que o strudel desaparecesse! Fica delicioso, ainda morno, acompanhado por gelado de baunilha ou chantilly. Hmmm bom apetite!!!

Weekend Cookies

Imagem

Mais um fim-de-semana de “descanso”, após uma semana recheada de invertebrados do Ordovícico, sondagens, regressões_transgressões_correlações, jazigos de Ni-Cu, ver a pirrotite_pentlandite_calcopirite, as cromites estratiforme e toda a tectónica e estrutural das fronteiras divergentes, riftes continentais e dorsais oceânicas… No meio disto tudo, 5ªfeira a Sara diz: “Ana, o frasco das bolachas está vazio…”

E pronto, deu nisto! As bolachas mais requisitadas aqui em casa são as de chocolate&amendoim, mas eu tinha que experimentar algo novo!! Há uma quantidade considerável de sites, blogs, livros e “facebooks” com receitas, actualmente, mas há um blog (que nunca mais foi actualizado) e que me deixa sempre a salivar. A autora também tem livros, mas esses não os conheço. Por isso, as bolachinhas de Limão&Gengibre eram algo que há muito queria experimentar… Resultado: de todas as que fiz foram as que mais gostei, honestamente, não são nada enjoativas, a quantidade de gengibre é q.b…. Mas misturar tudo à mão foi um pesadelo!! Receita aqui http://www.flagrantedelicia.com/bolachas-biscoitos-e-crocantes/receita-de-bolachas-de-gengibre-e-limao/#more-5720

Quanto às bolachas de M&M’s, têm a sua origem no meu livro novo, de uma das autoras que mais me encanta!! Os livros da Julie (http://thegreatamericancake.blogspot.com.es/) são, sem dúvida, umas das minhas maiores influências e inspirações! Não resisti em mandar vir o seu livro novo de Portugal (um rombo no orçamento!!!) e folheá-lo pelo Metro de Madrid. As fotografias, como sempre, são de deixar qualquer um com água na boca, mas a mim, particularmente, deixam-me com vontade de experimentar, recriar, alterar um ou outro ingrediente e surpreender os amigos! Gosto da simplicidade da sua escrita, dos truques, da partilha daquelas que são, muitas vezes, receitas de família – um dia também passarei a computador aquele caderninho velhinho que a minha mãe tem guardado, com mil e uma receitas deliciosas, que ela faz com tanto amor e carinho!