As coisas em que tu pensas… /The things that you think about…

cake1

Sabe bem voltar a casa. Para mim, estar no aeroporto e ouvir falar português é um simples motivo para me pôr um grande sorriso no rosto. A nossa casa será sempre a nossa casa, o nosso conforto, o nosso lar. Mesmo que sejamos recebidos num pleno dia de chuva! Sair do avião a “correr” para os braços daqueles que nos querem muito… Tão bom! Em contraste, a acção de ligar o forno é complementada com um desligar do computador…

It feels good to back home. For me, being at the airport and listen people talking Portuguese is a simple reason for me to put a big smile on my face! Our home will always be our home, our comfort. Even if we are received by rainy day! Get off the plane and “run” into the arms of those who love us… So good! In contrast, the action of turning on the oven is complemented with a disconnecting of the computer…

cake2

Foi uma semana que soube a pouco, que incluiu trabalho e a boa companhia da Sofia! Foi uma semana onde o momento alto do dia era a hora de almoço – tive a oportunidade de conhecer os espaços mais bonitos do Principe Real, desde o El Tomate, a “famosa” Hamburgueria do Bairro (shame on me, nunca lá tinha ido!), o Prego da Peixaria, a Embaixada e o Entre Tanto. Todos estes espaços me fazem sonhar, com 100% de apoio da Sofia (um dos sonhos dela, fiquei a saber, era ter um/a amigo/a que fosse dono de um restaurante/pastelaria/café e onde pudesse ir comer a qualquer hora – sim sim, desenganem-se com o seu corpinho danone, esta miúda come mais que eu!)… Sabem que eu adoro estes conceitos de “local chique para comer”, a decoração, a ideia, o conceito, a forma de “brincar” (no bom sentido” com a comida e servi-la de maneira diferente (nunca na minha vida tinha pensado que iria comer um hamburguer de peixe-espada com funcho, cebola roxa e maionese de limão – não é genial???). E as decorações, oh!, as decorações! Na Hamburgueria do Bairro há um móvel (o único, que tenha visto) que me é estranhamente familiar… Os desenhos nas portas de vidro, hmm, faz-me lembrar algo. Na 5ªf ia a passar pela minha rua e espreitei para dentro da antiga mercearia, que fechou há muito (sim, o comércio local está condenado). Lembrei-me de quando era pequena e ia lá com o meu avô buscar o pão, e tinha sempre direito a escolher um bolinho, levar uma fatia de queijo ou fiambre para o lanche, às vezes faltava alguma fruta ou legume… O que vai ser feito daquela lojinha tão típica, com a balança linda de morrer, os armários azuis esverdeados com as prateleiras e mil e uma gavetinhas, as bancadas de mármore… Ohhh, será que posso “herdar” essas coisas? Ah, e mesmo que as herde, o que lhes faria? E é ao contar isto à Sofia, entre duas dentadas no hamburguer, que ela exclama – “as coisas em que tu pensas, mulher!”… Mas penso, penso mesmo nisto… Sonhar ainda não paga imposto (desculpem lá a frase tão cliché), e por isso mesmo sonho com o dia em que terei o meu negócio todo “catita”, com uma decoração “reciclada”, onde todas essas preciosidades (para não dizer antiguidades) terão direito a uma nova vida, evocando memórias não só a mim como aos clientes 🙂

It was a week that flied, which included work and the good company of Sofia! It was a week where the highlight of the day was lunch time – I had the opportunity to meet the most beautiful spaces in the Principe Real, from El Tomato, the “famous” Hamburgueria do Bairro (shame on me, I had never gone there! ), O Prego da Peixaria, the Embaixada and the Entre Tanto. All these spaces make me dream, with 100% support of Sofia (one of her dreams, I found out, was to have a friend that owned a restaurant/ bakery/ cafe where she could go and eat anytime – yes yes, don’t be fooled by her little body, this girl eats more than me)… you know that I love these concepts of “chic place to eat”, the decor, the idea, the concept, the form of “play” (in a good way) with the food and serve it in a different way (never in my life I had thought I would eat a swordfish burger with fennel, red onion and lemon mayonnaise – isn’t it genius???). And the decorations, oh!, the decorations! Hamburgueria has a mobile (at least the only one that I’ve seen) that is strangely familiar… the designs on the glass doors, hmm, reminds me of something. Thursday I’ve passed by my street and peeped into the old grocery store that closed years ago (yes, local businesses are doomed). I remembered when I was little and would go there with my grandfather seek bread, and had always entitled to choose a cake, take a slice of cheese or ham for lunch, sometimes lacked any fruit or vegetable… what will be done with that typical old shop, with a beautiful old balance, greenish blue cabinets with shelves and a thousand and one little drawers, marble countertops… Ohhh, can I “inherit” these things? Oh, and even though inherit, what would I do to them? And when I was telling it to Sofia, between two bites of burger, she exclaims – “The things that you think about, woman!”… But I think, I even dream about it… still not pay tax (sorry about this cliche sentence), and so I dream of the day I have my whole business “quaint”, with a “recycled” decoration where all these treasures (not to mention antiques) will be entitled to a new life, evoking memories not only to me, but to clients 🙂

cake3

Quanto ao bolo… Uma vez mais inspiração da Linda Lomelino, sendo este o seu “bolo de chocolate sem farinha”. Por isso mesmo é tão, tão fácil e não suja nada 😉

Pré-aquecemos o forno a 175ºC, enquanto derretemos em lume brando 250g de chocolate negro e 250g de manteiga. Quando a mistura estiver totalmente derretida, homogenizamos e adicionamos uma chávena (100ml) de café forte, quente. À parte batemos 4 ovos, 180g de açúcar e uma pitada de aroma de baunilha, durante 4-5min. Juntamos a mistura de chocolate e envolvemos, levando o bolo ao forno numa forma circular com papel vegetal, cerca de 40-45min. Deixamos arrefecer e polvilhamos com açúcar (o bolo fica bastante húmido, por isso o teste do palito não será aconselhável; como não leva farinha, tenham cuidado ao desenformar, pois poderá partir-se).

About the cake… Once again it’s inspired by Linda Lomelino: Swedish Chocolate Cake or flourless chocolate cake 😉 For english version, you should better follow her post 😉

 

P.S. 1 – Eu e a Sofia somos as piores, mas com tanta chuva acabámos por não levar a máquina fotográfica a almoçar dia nenhum…

P.S. 1 – Me and Sofia are the worst, but it was raining so much that we didn’t take the photograph machine any day to our wonderful lunches…

P.S. 2 – A Linda Lomelino, a propósito da publicação do seu 1º livro em Inglês está a fazer um concurso para oferecer 2. Para tal, basta terem Instagram e pôr as mãos na massa. Saibam tudo aqui.

P.S. 2 – Linda Lomelino is making a contest to offer 2 books, to celebrate the 1st edition of her 1st book in English! You can see the rules here.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s